Deputado Robério quer a preservação dos empregos dos porteiros. Projeto de Lei 1203/2020, de autoria do deputado distrital Robério Negreiros (PSD), aprovado pela CLDF, restringe o uso de portarias virtuais nos condomínios habi­tacionais no DF. O uso do sistema de automação de portaria remota, por meio da internet, pode provocar vários impactos negativos, como a extinção da profissão de porteiros, além de colocar em risco a segurança dos moradores e visitantes. Portanto, a nova legislação é de extrema importância para toda a população do DF.

 

Entenda melhor a proposta:

Robério Negreiros quer restrição do uso de portarias virtuais para preservar empregos

O deputado distrital, Robério Negreiros (PSD), apresentou, na última sexta-feira, 15, na Câmara Legislativa do Distrito Federal, Projeto de Lei que restringe o uso de portarias virtuais nos condomínios habitacionais no DF. O objetivo da proposta, além de garantir a segurança dos moradores e visitantes, pretende preservar milhares de vagas de porteiros que estão a caminho da extinção.

O uso do sistema de automação de portaria remota, por meio da internet, vem crescendo na medida em que cresce a demanda por moradia em condomínios.

Em sua justificativa, Robério Negreiros destacou que este sistema pode provocar vários impactos na sociedade, tais como: a questão social, que visa suprimir os trabalhadores que atuam em portarias; a questões de fragilidade, que pode permitir a entrada de pessoas sem que ninguém perceba; dentre outros problemas operacionais.

“O ideal seria poder unificar o porteiro e a tecnologia. Não obstante a tecnologia ser primordial para as atividades dos dias atuais, não podemos perder de vista que jamais um sistema de computador substituirá a capacidade humana, pois, além de uma possível falha e de vulnerabilidade do sistema de portaria à distância, ainda podemos citar o fato de que os porteiros são treinados para agir nas situações de emergências”, ressaltou.