Alzheimer, lúpus e fibromialgia são doenças distintas, mas se conectam em dois pontos: são crônicas e incuráveis. No entanto, caso identificadas ainda na fase inicial, os sintomas podem ser controlados ou retardados, permitindo que os pacientes possam ter uma melhor qualidade de vida

Com o objetivo de debater e conscientizar a população sobre o “Fevereiro Roxo”, o deputado Robério Negreiros (PSD) convida toda a sociedade para uma audiência pública remota, na próxima segunda-feira (14), às 10h. O evento será transmitido ao vivo pela TV Câmara Distrital (Canal 9.3) e pelo canal da casa no YouTube.

A campanha do “Fevereiro Roxo”, que teve início em 2014, na cidade de Uberlândia (MG), é uma ação de conscientização promovida para incentivar o diagnóstico precoce.

“Trata-se de uma belíssima campanha, que, infelizmente, ainda não há um calendário oficial de conscientização”, lamenta Robério, que, em 2020, apresentou um Projeto de Lei (962/20) para que a data seja incluída no calendário oficial de eventos do DF.

Naquele mesmo ano, em uma audiência pública proposta pelo parlamentar, foi formalizado um projeto de lei que garante o atendimento preferencial às pessoas com fibromialgia em órgãos, empresas ou concessionárias de serviços públicos e privados, localizadas no DF. A luta do deputado pela causa também levou à criação do “Dia Distrital de Combate ao Lúpus”, celebrado anualmente no dia 10 de maio, a partir de uma matéria de Robério que foi sancionada pelo governador do DF, Ibaneis Rocha, e virou lei.

O lema da campanha “Fevereiro Roxo” é “Se não houver cura, que, no mínimo, haja conforto”. Segundo o parlamentar, é necessário alertar a todos sobre a importância do diagnóstico precoce para amenizar a dor sentida por essas pessoas.


“Iremos continuar engajados nessa causa para que possamos conscientizar a todos sobre essas pessoas que, há muito tempo, sofrem caladas com essas doenças invisíveis”, afirma Robério.

 

 

 

PARA COMPARTILHAR: