[Em Tramitação] Incentivar a prática do turismo em bicicleta é objetivo do projeto que tramita na CESC

Foto: Reprodução Web

O deputado Robério Negreiros, autor do proposta, ressalta que o cicloturismo é uma atividade reconhecida mundialmente, ao citar a EuroVelo, a Rede Europeia de Ciclovias

Em tramitação na Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC) da Câmara Legislativa, o  PL 1.938/2021, do deputado Robério Negreiros (PSD), que incentiva a prática do cicloturismo no DF. O objetivo da proposta é promover a mobilidade pelo uso da bicicleta e movimentar a economia pelo turismo ecológico.

O projeto prevê rotas cicloturísticas, isto é, trajetos interligando produtos turísticos regionais, voltados para o turismo em bicicleta. Nesse traçado, devem ser considerados o relevo, as bacias hidrográficas e a formação histórica, cultural e social de cada região, além do mapeamento dos atrativos naturais e monumentos históricos, entre outros produtos turísticos existentes. A fim de viabilizar a medida, o texto autoriza parcerias entre o poder público e a iniciativa privada para a concretização dos serviços e estruturas necessários, bem como a formação de consórcios para implantação e gestão dos circuitos cicloturísticos.

O parlamentar argumenta que o cicloturismo é uma atividade reconhecida mundialmente, ao citar a EuroVelo, a Rede Europeia de Ciclovias, projeto da Federação Europeia de Ciclistas que envolve quinze rotas de longa distância, cruzando o continente europeu, por cerca de 42 países. Ele reforça que esta modalidade oferece uma maior diversidade de destinos aos praticantes, encoraja novos adeptos e valoriza a bicicleta como veículo de transporte. Para Negreiros, o cicloturista diferencia-se do turista comum, pois seu objetivo não é simplesmente chegar ao destino final, mas aproveitar o caminho, que geralmente percorre estradas rurais e secundárias com muitos atrativos naturais e culturais.

Turismo de aventura


Nesse sentido, o distrital acrescenta que o Brasil vem se destacando no turismo de aventura.

“Devido as suas belas paisagens, clima favorável e vasta oferta de atividades, nosso país lidera, pelo terceiro ano consecutivo, o ranking de países que mais atraem os turistas amantes da aventura”, alega. Outro ponto a ser considerado é que, com o avanço da pandemia, os brasileiros priorizaram o turismo interno e de aventura, observa. Depois de passar pela CESC, o projeto de Negreiros será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) antes de ir à votação em plenário.

 

Leia Mais

Política Nacional de Turismo Lei n 11.771/2008 e Decreto 7.381/2010

Agência CLDF