O cuidador domiciliar (profissional) que teve contato com alguém com sintomas, suspeito ou diagnosticado com coronavírus (Covid 19), deve comunicar à família da pessoa que recebe cuidados.

O cuidador domiciliar (profissional) que atende diversos pacientes, trabalha em mais de um local, deve seguir rigorosamente as recomendações abaixo, a fim de não propagar coronavírus entre pacientes.

  • Evitar ir doente para a residência de seu paciente;
  • Se for um profissional que apoia atividades de vida diária, deve redobrar os cuidados se
    o paciente está num dos grupos de risco deve avaliar a necessidade de sua presença e
    considerar a possibilidade de delegar e capacitar um cuidador familiar;
  • Não exponha o paciente em passeios ou banhos de sol em locais com aglomeração de
    pessoas. Procure escolher horários e locais tranquilos;
  • Lavar as mãos e usar álcool gel antes e depois de qualquer procedimento;
  • Se for necessário, isto é, se o paciente que você cuida estiver com coronavírus, use
    equipamentos de proteção individual:
    – Gorro
    – óculos de proteção ou protetor facial
    – avental
    – máscaras
  • Evitar usar o mesmo calçado na rua e na residência do paciente. Mantenha um calçado na
    residência e higienize após seu uso.

PROFISSIONAIS DE HOMECARE

  • Redobre os cuidados com higiene das mãos;
  • Use Equipamento de Proteção Individual (EPI);
  • Use máscaras N95, FFP2, ou equivalente, ao realizar procedimentos geradores de aerossóis como: intubação ou aspiração traqueal, ventilação não invasiva, ressuscitação cardiopulmonar, ventilação manual antes da intubação, coletas de amostras nasotraqueais e inalações;
  • Faça o descarte adequado das EPI;
  • Não transite com jalecos, estetoscópios ou outros itens de trabalho em local público;
  • Higienize todos os utensílios que entram em contato direto com o paciente (há, em lojas
    especializadas, capinhas plásticas descartáveis para uso com os equipamentos), com álcool
    isopropílico;
  • Cuidado com a exposição a secreções, exsudatos de feridas, sangue, urina e fezes;
  • Use capote descartável. Coloque e retire com técnica correta;
  • Higienize equipamentos de fisioterapia (bolas, elásticos, etc.) utilizados com vários pacientes com álcool em gel;
  • Cuidado com a própria saúde. Se alimente, repouse, beba água e fique atento a sinais de
    adoecimento;
  • Cuidado com o uso de celulares durante a assistência. Higienize tablet e equipamentos
    eletrônicos com álcool isopropílico;
  • Lavagem das mãos antes e após os procedimentos.

Fonte: SECRETARIA EXTRAORDINÁRIA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA