A Comissão de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente e Turismo (CDESCTMAT) aprovou, na última quarta-feira (30), o Projeto de Lei nº 1768/2017, que visa incentivar a literatura digital no âmbito do Distrito Federal. A medida legislativa, de autoria do deputado distrital Robério Negreiros (PSD), permite que o espaço virtual da ciberliteratura ofereça possibilidades de manipulação da linguagem verbal, permitindo o uso de recursos visuais e sonoros que nela podem ser inseridos.

A literatura hoje, diferentemente da década passada, é muito mais acessível às pessoas porque se encontra disponível no quase infinito espaço cibernético. O Google tem disponibilizado cerca de 12 milhões de livros aos seus leitores virtuais, incluindo desde os autores iniciantes aos mais conhecidos. Assim, permite que os leitores virtuais leiam obras que muitas vezes já não se encontram mais disponíveis nas prateleiras das livrarias.
De acordo com o deputado, Robério Negreiros, o surgimento das novas tecnologias digitais ocasionou uma grande mudança comportamental no homem, e um novo olhar para os processos da escrita tem sido vivenciado, porque a literatura adquiriu formas inusitadas de compor suas narrativas e suas teias poéticas. O que não diminui em nada a importância do livro impresso, que irá conviver com as novas formas de se publicar literatura.

“Acreditamos que esse veículo midiático veio como um meio facilitador para a difusão da literatura e dos seus autores. É necessário saber utilizar e usufruir de seus benefícios, pois ele é uma realidade inegável”, lembrou.

Para compartilhar: